Bons Ventos

...também voando de kiteboarding... *

Que os bons ventos voltem sempre como no verão 97 quando ventou 43 dias seguidos

A família Montenegro é freqüentadora de Búzios desde o tempo em que os amigos quando se reuniam para um bate-papo tinham somente a preocupação de saber quem tinha gelo em casa para levar para colocar no uísque, isso porque naquela época, anos 60, ter gelo era sinal de que a geladeira a querosene funcionava.

Ayres, com apenas oito anos de idade logicamente não se preocupava com gelo, mas já curtia a praia de Manguinhos, onde o pai Humberto, velha figura buziana, apaixonada pela cidade, tinha comprado uma casa à beira-mar da família Sampaio, uma das pioneiras da região.

Ayres com o filho Patrick

Hoje, aos 43 anos de idade, Ayres Montenegro praticamente mora em Búzios, onde administra o Yucas Wind Club (623-2001 e 9236-1060), na própria casa onde passou diversos verões e que expandiu seus domínios para o condomínio Yucas Beach Houses, um bed & breakfast com dez chalés, que abriga os que gostam de curtir a cidade e os ventos, ou melhor, gostam de velejar tanto em barcos a laser como nas pranchas de windsurfe. Em tempo: yucas é uma planta nativa com espinhos e uma flor branca.

Formado em Administração de Empresas, Ayres montou no verão 81 um rollerdisc, rinque de patinação chamado Mauna Kea (vulcão havaiano) que não deu certo porque as pessoas iam para Búzios só para curtir as praias. Um ano depois, o pai começava a construir um condomínio, enquanto ele, aos 25 anos de idade, empregou-se como professor de windsurfe no Clube Mediterranée, de Itaparica (Salvador), de onde voltou para trabalhar na firma familiar de importação de alimentos.

Mas nunca abandonou Búzios, onde em 1988 abriu a primeira escolinha de windsurfe & laser no Yucas Wind Club que funciona também como uma guarderia de pranchas e barcos. Entusiasta da vela como o amigo e vizinho Pedro "Chorão" (Búzios Vela Clube), Ayres considera a raia de Manguinhos como das melhores do mundo e, por isso prevê que a cidade vai ser em muito pouco tempo a capital brasileira da vela.

E argumenta: - as estatísticas comprovam que em Búzios a cada sete dias no mínimo três são de vento, sendo que o recorde ocorreu no verão de 1997 quando a partir do dia 17 de janeiro ocorreram 43 dias seguidos de ventos leste ou nordeste. Para quem é de vento, aqui virou um paraíso - comenta.

Que os bons ventos os levem...e voltem sempre como no verão 97...

ESCOLINHA DE WINDSURFE DE MANGUINHOS

Aluno revelação !
Paulo César, o Havaiano !

Na praia de Manguinhos, bem perto do Búzios Vela Clube e do Yucas Wind Club funciona, também, a Escolinha do Toninho, ou melhor, do gaúcho Antônio Cláudio Zucchelli de Souza, 44 anos, que aos 22 anos começou a windsurfar no vento "sulzão" do Rio Guaíba, em Porto Alegre, juntamente com a gaúcha Cynthia Coelho Belo com quem se casou, teve a filha Bárbara e fez dela também velejadora.

Toninho & Cynthia, campeões gaúchos de prancha a vela por diversos anos, chegaram a Búzios em 1985 para um campeonato sul-americano, mas nem chegaram a competir: uma onda forte quebrou a prancha deles de seis metros de comprimento que era mais apropriada para as águas plácidas do rio Guaíba:

- e como quem bebe da água buziana nunca mais sai daqui, fomos ficando, abrimos a escolinha basicamente para crianças a partir dos seis anos de idade e vamos curtindo os ventos do nosso dia-a-dia - comenta satisfeito o professor Toninho.

Toninho, campeão gaúcho e instrutor
Cynthia, campeã gaúcha e instrutora