Artes

Mathias foi guitarrista, se formou em Letras, foi hippie e virou artista

Foto by Sergio Fleury

Filho de fazendeiros, tocou guitarra na juventude no conjunto "The Sads" que animou um aniversário de Chico Anísio na antiga TV Rio, formou-se em Letras, envolveu-se com drogas & bebidas, foi pioneiro da Feira Hippie de Ipanema quando mexia com metal, couro e pincel, até chegar à madeira, esculturas grandiosas (portas, totens) e aos móveis que decoram dezenas de casas e pousadas buzianas.

Mathias Gonçalves, esse paraibano do sul, franzino e irrequieto, nascido há 53 anos, passou sua infância e juventude nos bairros cariocas de Botafogo, Madureira e Guadalupe, mas foi em Marechal Hermes, na época áurea dos Beatles, que aprendeu guitarra e participou dos festivais de música de Ouro Preto.

Da música passou para a literatura influenciado pelo diploma em Letras da Universidade Gama Filho e, depois, para as artes influenciado pelo movimento hippie que lhe deu muito dinheiro com o criativo artesanato na feira ipanemense (Praça General Osório). Não custou a se meter com drogas, sexo & rock'n roll, vício que só conseguiu sair anos mais tarde ao se tornar um cristão evangélico.

Antes, Mathias foi escriturário, em Cabo Frio, dono de bar, em Guadalupe, de onde, em 1981, saiu para fazer um trabalho em madeira na Pousada Portal de Búzios do seu amigo Toni: - vim, vi e fui fazendo portas, mesas, móveis, esculturas e quadros para locais conhecidos como Delikatessen (quando nos Ossos), Catavento, Fazenda Santa Helena, Kilandukilo, Casa Colina, Brigittas', Maré Mansa, Arambaré, Barracuda (fiz um peixe que não tinha cara de peixe) e para artistas como Elba Ramalho - conta.

Do seu casamento com a professora Marcheni teve dois filhos, Ariel hoje com 16 anos - desde pequeno pinta e faz esculturas - e o xodó da família, a pequerrucha Carol nascida no verão 2000.

- Moramos nesse sítio-atelier de oito mil metros quadrados na região da praia Rasa, numa rua que batizei de Palmeiras e com todos os móveis feitos por mim. Aqui vivo para a família e para os amigos de sensibilidade que procuram peças feitas com muita intuição, arte, liberdade e, sobretudo, carinho. As portas estão sempre abertas: ligue (24) 9958-3151 - convida Mathias.

Foto arquivo BzN

 

Escola Atelier: um projeto de vida do artista Mathias e da professora Marcheni

Marcheni encena a Páscoa

A família Mathias quando há seis anos decidiu morar na Rasa, guardava o sonho de que, um dia, transformaria a própria casa numa escolinha onde as crianças da região pudessem aprender a ler e escrever.

Para isso encomendaram a amigos arquitetos dois projetos, um de uma escola/atelier e, outro, da própria casa. O falecido arquiteto Penna Firme fez o projeto da escola/atelier e, Gian Carlo Giacomo, o da casa.

Vivendo exclusivamente de sua arte de pintar e fazer móveis e objetos em madeira, Mathias aos poucos construiu a casa e, nos fundos um atelier, mas decidiu acelerar o sonho e inverteu a ocupação dos espaços: foi morar no atelier (fundos) e liberou logo a sua casa para a escolinha, ou melhor, para a Escola Atelier Mathias.

A professora Marcheni é a responsável pela didática dos seus 13 alunos de Pré-Escolar (Educação Infantil) e Alfabetização, nas quatro salas de aula, ajudado pelo filho Ariel, de 17 anos que faz, em Cabo Frio, um curso especial de formação de professores.

Professora Marcheni, Ariel e a turma
Mathias fez o escorrega

Mathias participa com a sua arte: fez a mesa do professor, os bancos dos alunos, a moldura do quadro-negro, o armário de material escolar, as portas esculpidas e todas as pinturas em quadro de madeira da escola-atelier. No recreio, fez, também, o escorrega e os brinquedos de exercício aéreo, tudo em madeira.

Na Páscoa, a família Mathias - ele, Marcheni, Ariel e a pequena Carol - recebeu os alunos e suas famílias para uma encenação mostrando o significado da data, distribuindo aos presentes, como na Páscoa de Jesús, o pão com ervas amargas (na festa, um delicioso pão árabe com carne assada) e o vinho (copos de refrigerante de uva).

E todos comungaram com a família Mathias um sonho que se tornou realidade.