DICA

Chico nasceu no Rio Purus


CHICO CATOU CASTANHA NA AMAZÕNIA E PESCOU NO PURUS ONDE NASCEU

Quando se aprende na escola para a vida toda que os rios Juruá, Purus, Madeira, Tapajós, Xingu e Tocantins são afluentes da margem direita do Rio Amazonas, você não imagina que essa decoreba um dia vai te ajudar a situar melhor as origens de um caboclo forte nascido na Boca do Acre, às margens do rio Purus, o mesmo do livro de Geografia. O caboclo é o Chico, neto e filho de "soldados da borracha", os seringueiros do antigo ciclo da borracha na selva amazônica e, que um dia, deu os costados em Búzios. E ficou.

Francisco de Oliveira Silva, o Chico, 34 anos, nascido à beira do rio, pescou muito no Purus, viu matar jacaré, veado e onça para tirar a carne e vender o couro e catou muita castanha na selva amazônica enquanto o pai "fazia bandeira de vários traços" por onde escorria o látex das seringueiras para as pequenas latas de óleo que, depois de defumado, formava grandes bolas vendidas na cidade grande aos "reis da borracha".

Mas como um neto e filho de seringueiro (depois comprou mercearia) chega um dia a Búzios e passa a viver de turismo? Bem o caminho começou depois de servir ao Exército e avisar ao pai que se mudaria para o Rio de Janeiro para estudar advocacia.

-Cheguei em 1986, fiquei apenas um ano no Rio onde não estudei e nem me adaptei, passei por Cabo Frio e vim parar em Búzios, na praia de João Fernandes, onde tive a ajuda do Nego, o primeiro e mais antigo barraqueiro buziano. Ali fiquei dois anos servindo os clientes na praia até juntar dinheiro para comprar caiaques, pranchas de windsurfe e um pedalinho de aluguel. O caminho rio Purus-Búzios chegava ao fim - conta Chico, hoje um acreano-buziano, casado com mulher e filhos nascidos na terra.

No Quiosque do Chico, na praia da Tartaruga, ele serve mexilhões à Provençal como especiaria, além de frutos do mar, incluindo lagosta quando é época de lagosta.

Quando for por lá, peça cerveja e marisco e vá puxando bem devagar uma conversa com Chico usando como palavras-chaves amazônia & seringueira & castanha & jacaré & onça & pescarias de rio: vai ser uma agradável aula prática de vida & geografia, melhor do que a decoreba Juruá, Purus, Madeira, Tapajós, Xingu e Tocantins...