DICA

ZOROPEGA...

ZOROPEGA... Só os mais antigos freqüentadores de Búzios sabem decifrar a palavra que dá nome ao único bar da praia do Forno. ZORO vem do dono Zoroastro de Oliveira Gago Filho e PEGA dava continuação à frase enigmática "Zoro pega Rita", nome de sua primeira mulher (estão separados) e com quem teve o filho Zoroastro Neto, hoje com 21 anos de idade (teve mais três).

Nascido em Cabo Frio há 51 anos, Zoro é filho de comerciante e começou a trabalhar ainda criança ajudando o pai no restaurante "Prato na Mão", birosca sem mesa que funcionava ao lado da ponte sobre o Canal de Itajuru, junto ao mercado cabofriense de peixe.

Aos 16 anos de idade virou mecânico de motores marítimos do Clube Costa Azul, em Cabo Frio, de onde só saiu 14 anos depois para continuar mecânico na Praia dos Ossos, especializado em manutenção das traineiras dos pescadores e de grandes barcos buzianos como o do falecido empresário José Carlos Laporte.

Um dia, ao chegar à praia do Forno andando por uma trilha no meio do mato, decidiu abrir uma birosca como a do pai que, depois com o acesso pela estrada de terra instalou-se num trailer e em 09 de dezembro de 1986 no bar atual (tem essa data entalhada na viga mestra), que continua bem rústico, sem o conforto dos quiosques padronizados das outras praias e ainda sem energia elétrica porque ele não quis abrir processo na CERJ para que estenda 200 metros de fio a partir do condomínio vizinho.

É no bar ZOROPEGA.... do qual tem a posse dada pela Marinha e a concessão oficial da prefeitura buziana, que serve deliciosos pasteis, lula, peixe e aipim fritos e cerveja nem sempre muito gelada, já que funciona só a base de gelo porque seu gerador não fica ligado direto.

Detalhe: pagamento com cheque só de freguês conhecido e que finge não ver a cara feia de Zoro ao recebê-lo.

Zoro