Chico Tattoo

Chico desenhou biquínis, vendeu salada de fruta e agora é o famoso Tattoo

Loja na Rua das Pedras
Piercing é must no verão

Do pai e professor de artes plásticas herdou a vocação para o desenho e da mãe costureira a garra para, aos 21 anos, montar butique de biquínis estampados, ganhar depois dinheiro vendendo saladas de frutas nas praias e virar o conceituado Chico Tattoo. Ele chegou a Búzios, estacionou sua Kombi "tatuada" na Rua das Pedras, ficou famoso e foi disputado pela moçada que espalhou as imagens de uma arte que lhe deu a fama de um dos melhores tattoos do mundo.

Francisco Campos Rigo, 41 anos, continua um garotão bem humorado, anel de caveira no dedo, brinco na orelha, cabelo raspado a la Ronaldinho e com 50 tatuagens no corpo, 49 a mais do que há 14 anos quando Russo Tattoo, capixaba que "marcava" a moçada em Cabo Frio lhe fez a primeira tatuagem - uma rosa no antebraço direito - e lhe ensinou a arte da tatuagem.

A vocação para o desenho começou na infância passada no bairro carioca do Flamengo, onde nasceu, filho do professor João Rigo, surdo/mudo que ensinava artes plásticas no Instituto de Surdos e Mudos (Laranjeiras) e incentivava em casa a vocação do menino. Estudante em tradicionais colégios cariocas como Anne Frank, Amaro Cavalcanti, Infante D. Henrique, gostava mesmo é de surfe e desenho.

Com a garra da mãe costureira que se virava para aumentar o orçamento familiar, Chico foi para Cabo Frio aos 21 anos (1980) montar a butique Candy de biquínis estampados que, desenhados por ele, viraram moda, ficaram famosos, ganharam o mundo. Em cinco anos deixou a concorrência brigando e foi vender salada de fruta, na Praia do Forte, empreendimento pioneiro na época.

Depois de aprender a arte de tatuagem e ficar um tempo em frente ao hotel Malibu, em Cabo Frio, Chico Tattoo decidiu tentar Búzios: - tinha apenas 29 anos, tesão pelo trabalho e muitas idéias na cabeça. A turma do Chez Michou me deu força, deixou ligar minha gambiarra e, na minha Kombi "tatuada" nunca deixei de ter trabalho, na época, flores, borboletas, golfinhos e cavalos alados.

E foi assim que Chico Tattoo se tornou personagem da cidade de Búzios, hoje instalado numa loja na galeria de número 266 da Rua das Pedras, onde num ambiente decorado com centenas de tatuagens, divide a arte de tatuar com o irmão Geraldo, o Gegê, também conceituado artista-tattoo.

Gegê & Chico tattoo's


A Kombi "tatuada" virou um bugre pintado e a moçada trocou as flores e borboletas por motivos tribais, anjinhos ou fadas, dragões, tubarões e rostos de índios. A tatto em henna virou moda (dura 15 dias) e, a novidade de Chico Tattoo para o verão 2002 é a aplicação de piercings de titânioou aço cirúrgico que têm boa cicatrização e não provocam alergia ou rejeição.

-Uma tatuagem sai no mínimo por 30 dólares e o melhor local do corpo para fazê-la é a parte interna do antebraço que tem pele bem protegida do sol e evita que o calor a torne fosca. Só uso tinta norte-americana vegetal, importada, que dura o resto da vida e as agulhas e luvas são descartáveis - garante.

Um dia Chico tatuou um olho de Osíris no dedo da cliente Andréa, ficou apaixonado, se casou com ela, tatuou mais uma orquídea no braço e uma fadinha na sua barriga e teve com ela dois filhos, Juan, que aos cinco o acompanha no surfe e Caio, nascido em junho de 2000 e que "um dia vai ser surfista como o pai".

Graaande Chico Tatoo!