Personagem


Se ao passar por uma casa escutar uma ópera, pare e conheça do Doutor Carlos Ernesto
Sofá dos anos 50

Quem freqüenta muito Búzios não se surpreende mais com uma cena que se tornou folclórica, principalmente nos dias ensolarados. Sentado em uma cadeira à beira da calçada da Praia da Armação, um senhor de cabelos brancos cumprimenta quase todos os passantes com um aceno de mão, bem em frente a uma das casas mais antigas e típicas da cidade, e de onde invariavelmente sai o som em alto volume de uma ópera ou de música popular de boa qualidade.

Trata-se de Carlos Ernesto Stevenson de Oliveira, ou melhor do Dr. Carlos Ernesto, médico cirurgião de 72 anos de idade, uma das grandes figuras públicas de Búzios desde 1948, quando comprou a Casa da Sereia, na Praia da Armação, época em que a cidade não passava de uma pequena aldeia de pescadores.

Casa sempre aberta aos amigos

Filho do fundador da Escola Nacional de Filosofia e idealizador do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e de uma professora de música aluna da famosa pianista Magdalena Tagliaferro, neto do dono da oficina que fabricou a primeira locomotiva da América do Sul, Carlos Ernesto nasceu em Campinas (SP), mas aos 14 anos já estudava no Colégio Pedro II, na Rua Larga (Rio de Janeiro), de onde saiu para cursar e se formar na Escola Nacional de Medicina, na Praia Vermelha.

Aprovado em primeiro lugar no concurso de Cirurgia Geral do antigo IAPC (depois INPS), já se aposentou do serviço público, embora continue freqüentando diariamente os Hospitais de Ipanema e Miguel Couto para "passar sua experiência aos jovens médicos". Membro emérito do Colégio Brasileiro dos Cirurgiões, "há 19 anos não cobra consulta ou operação de ninguém", e é considerado um dos grandes benfeitores de Búzios, cidade que o homenageou dando seu nome à Policlínica Municipal.

Mãe e o filho Carlos
Penteadeira, hoje relíquia

 

Cumprimentado na rua pelos moradores com muito carinho, sempre tem uma história para contar sobre seus pacientes buzianos, muitos dos quais salvou a vida. Pai da advogada Ana Paula, do engenheiro Ernesto Luiz e do economista Luiz Felipe, curte com eles e os netos a Casa da Sereia (avenida Bento Ribeiro Dantas, 468 ao lado da pizzaria Capricciosa).

A casa de janelões azuis tipo colonial guarda nos móveis e objetos de decoração bem antigos, histórias do seu próprio dono, contadas por ele aos amigos que o visitam como num "tour" de um museu da amizade.

Apaixonado por música de boa qualidade, incluído aí qualquer gênero, ele mesmo grava uns CDs com coletâneas de clássicos da música popular brasileira, relíquias que distribui com o maior prazer aos amigos que o visitam ou até mesmo aos curiosos que param à sua porta atraídos pelo som e de lá saem inebriados com a simpatia do anfitrião.

Se um dia passar pela Casa da Sereia, pare, curta o som e conheça o "Doutor Búzios".